sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Discursos do Gautama

       Todo o sistema solar, a galáxia, esperam pelo planeta Terra para que este recupere seu atraso evolutivo nesta Grande Ronda Cósmica e se liberte das trevas dos séculos. Todas as forças do universo cooperam para este fim. Incalculável energia está à disposição, para que a Terra com sua vida global possa dar o grande passo no sentido da liberdade.

       Tomados de grande alegria, vemos que muitos filhos do homem começam a despertar. A Hierarquia Espiritual reunirá seus discípulos e tudo se transformará numa só comunidade; esta se unirá a vós sobre o mesmo Caminho de Luz em que estais peregrinando.

       A Santíssima Chama Trina em vossos corações desabrochou. Assim, a vossa Luz está visível e entra em contato com muitos Auxiliares do lado de cá, os quais, por sua vez, desejam participar de vossa tarefa. Esta grande Legião Espiritual cresce continuadamente, por esta razão nós vos suplicamos: deixai vosso amor derramar-se sobre todos os Auxiliares visíveis e invisíveis que, tais como vós, se dedicam a expandir a Luz. Muitos seres iluminados irão aceitar outra encarnação.

       Depois continuarão a atuar em corpos terráqueos, como futuros instrutores e orientadores do ser humano. Trarão consigo grande sabedoria de eras remotas e irão ensinar os ansiosos e desejosos seres humanos que ainda vivem na ignorância. Porém, vós, meus amigos, que ainda trajais um manto de carne, possuís suficiente preparo para atuar como instrutores dos vossos sucessores e indicar o Caminho Real. O mundo da Luz alicerça sua presença nos sapientes discípulos, naturalmente isentos de vaidades, os quais deverão executar suas tarefas agora, na época atual.

       Fostes considerados dignos, para atuardes com as Forças Divinas; portanto, executai vossa obra, em que vos inscrevestes com amor e dedicação nesta época da liberdade de vosso planeta. Sede humildes e praticai o silêncio.(1)

       (1) Evidentemente os discursos dos Mestres Ascensos têm endereço certo, sendo dirigidos para aqueles milhões de discípulos e seguidores que entendem o que é transmitido; que já estiveram diante dos Mestres antes e após encarnarem, que acreditam nas mensagens e com elas se identificam. (Rayom Ra)

       Vossa responsabilidade para com vosso planeta e sua evolução vai bem além do que a maioria de vós quer aceitar, pois cada pessoa, em particular, contribuiu, durante suas inúmeras encarnações, para a acumulação do lixo astral, e a Terra sofre e geme, sob o peso dessas imundices. A tarefa do discípulo consciente como indicador do Caminho Real, assumindo esta responsabilidade, consiste em afastar – por meio de um trabalho incansável – todas as trevas, ignorâncias, fanatismos, preconceitos, etc., e aumentar a Luz do Mundo.

       Analisando os acontecimentos mundiais, temos a impressão de que as trevas aumentaram; no entanto, são apenas as consequências das causas geradas noutros tempos. As Forças da Luz aumentam consideravelmente, e com isto, a mudança cósmica é realizada. Muitas almas, altamente evoluídas, tomarão corpos, para dar maior impulso e auxílio nesta revolução cósmica. Para o desempenho da missão destes Grandes Seres de Luz, vós preparais roteiros, de modo que eles encontrem condições favoráveis para peregrinarem nos seus caminhos terráqueos. Por este motivo, com o coração transbordante de amor e gratidão, observamos os discípulos – aqueles que ouviram o nosso chamado e nos obedecem, assim como, na face da Terra, deverão obedecer aquelas pessoas que ocupam cargos, as quais foram escolhidas por nós. Também não subestimamos as dificuldades dos pioneiros que, juntamente conosco, trabalham; contudo, sabemos e confiamos que estas pessoas “superarão as dores do parto”.

       O interesse por uma oportunidade cresce cada vez mais. Isto significa que vós, discípulos, não deveis desperdiçar vosso tempo, rebaixando vossa vibração com discussões ou querelas inúteis e prejudiciais, mas permanecer firmes, confiantes em vossos postos e, continuamente, reforçando a expansão da Luz no mundo.

*

       “Largai tudo o que ainda vos prende a desejos e pensamentos mundanos, purificai vossos corpos inferiores, antes de penetrardes neste sagrado recinto” – assim reza a mensagem.

       Os discípulos da Luz estão cientes do grande significado destas palavras e da graça especial que irão receber em Shamballa. O Foco de Luz situado no Reino Etérico por cima do Deserto de Gobi, na Ásia, é o mais poderoso e maravilhoso sobre o globo terrestre. Desde tempos remotos, reúne-se aqui a Hierarquia Espiritual. Seu regente é o Senhor Gautama, o Senhor do Mundo (em substituição à Sanat Kumara).

       Pessoas de todas as regiões do mundo dirigem-se, em seus corpos sutis, a Shamballa, no final de cada ano, de acordo com o calendário cristão. Levam consigo a colheita anual; o acréscimo da substância de suas Luzes granjeado durante o decorrer do último ano. Todos, um número ainda pequeno, são benvindos e ninguém tem privilégios; todos contribuem para aumentar a chama de Shamballa, que forma o inesgotável Elixir da Vida para o nosso planeta-lar. Qualquer vida na Terra é suprida pela Chama Rosa-Dourada-Azul. Discípulos que zelam pela energia de sua Luz não a esbanjam; na realidade, eles são a Causa do constante aumento da Luz sobre a Terra.
      
       “Plenos de esperança e reverência, deixamo-nos conduzir à mais santificada Cidade-Luz. Anjos e Seres protetores nos mergulham na Luz Dourada, para adaptar-nos à crescente vibração de frequência mais elevada. Em nossa volta, observamos muitos discípulos da Luz também envoltos com o Manto da Luz Dourada. Automaticamente, nos conscientizamos de que todos nós estamos juntos e protegidos na grande União com a Criação Divina. Cada emanação de vida forma uma célula no luminoso coração da Divindade”.

       Atravessamos a Ponte de Luz (vertical) que nos conduz ao Foco Sagrado e, admirados, vemos uma cascata d’água furta-cor e a cintilante Flor de Lótus nas cores rosa-dourada-azul. Mais além, ergue-se a escadaria que nos leva ao Templo, uma primorosa obra arquitetônica. Assemelha-se à filigranas de mármore opalino claríssimo. Esta obra é construída pelas dádivas de Luz dos inúmeros filhos e filhas de Deus.

       Os portais se abrem – vivenciamos a beleza da visão interior desta Cidade-Luz e, constantemente, somos surpreendidos pela sua indescritível beleza. Comparando-a com as condições de nossa vida cotidiana, nossa circunvizinhança e circunstâncias que nos rodeiam no plano externo, sentimo-nos por demais humildes e insignificantes, ante esta grandiosidade e perfeição, jamais vistas nem sonhadas. Contudo, estamos aprendendo, noite após noite, justamente no Templo de Shamballa, o equilíbrio perfeito – o Caminho do Meio a respeito do qual Gautama pregava, quando permaneceu sobre a Terra como Buda - O Iluminado.

       No Átrio da entrada de Shamballa também vemos a sua estátua de ouro, cravejada de pedras preciosas, tendo no centro o símbolo sagrado do Lótus. Os incansáveis buscadores da Luz reconhecem, deste modo, o Foco de Luz da eterna Divindade que expande, constantemente, seu brilho...tanto mais quanto o buscador se une com sua Luz.

       Na realidade, nenhum ser não ascensionado penetrou neste sacrossanto Foco de Luz de Shamballa, onde o átomo permanente para este planeta está ancorado na Chama Trina. Estes seres não suportariam a intensa e fortíssima irradiação dessa Luz. A frequência vibratória, no ambiente de estudo, é rebaixada até certo grau suportável pelos desejosos discípulos, e a cada um é dada a oportunidade de calcular seu estado de evolução, para doutrinar seus corpos emocional e etérico.

       Retornando à vida cotidiana, sentimos o aumento da vibração de harmonia e serenidade. Gratos, expandimos, ao nosso redor, aquilo que recebemos em Shamballa, em prol do bem de toda a humanidade.
                                            [Discursos do Gautama - FEEU] 
Rayom Ra

[Leia Rayom Ra (Rayom_Ra) on Scribd | Scribd em páginas on line ou em downloads completos ]
[Os textos do Arca de Ouro, por Rayom Ra, podem ser reproduzidos parcial ou totalmente, desde que citadas as origens ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário