terça-feira, 2 de setembro de 2014

A Ilusão do Medo - Arcanjo Miguel


  
    Amados mestres, vocês vão parar por um momento e fazer um inventário das suas
 realizações recentes, e do que pode lhes parecer derrota ou fracasso? Eu gostaria que vocês olhassem mais atentamente e chegassem a uma melhor compreensão quanto ao que são os processos de iniciação e ascensão. Vocês estão obtendo um cenário mais nítido do funcionamento da lei cósmica e da magnificência e complexidade do nosso Subuniverso, à medida que o véu do esquecimento se ergue e vocês começam a conectar-se com a sabedoria do seu Eu Superior e da sua mente Superconsciente. Todavia, vocês ainda têm dúvidas e ficam confusos quando são confrontados com alguns dos seus antigos medos e emoções.

  Toda a humanidade, sem exceção, está progredindo a passos largos, mesmo aqueles que parecem estar aprisionados ou atolados na vitimização, e na interação cármica de causa e efeito, no drama do bom e do mau ou da consciência da dualidade/polaridade. No mais profundo de cada Ser senciente existe um descontentamento, um anseio, um sentimento de que as mudanças devem ser feitas – que não se pode continuar nos mesmos antigos padrões dolorosos da existência. Conforme vocês estão testemunhando, alguns vão escolher desocupar o vaso físico, voltando à forma espiritual, a fim de aguardar uma época mais fácil e suave para regressar e continuar a jornada na expressão física. Outros estão se tornando ousados, conforme tentam chegar ao desconhecido e constatam que estamos aguardando ali, para ajudá-los, e, assim, eles começam a ter esperança e a sonhar enquanto assumem o controle do seu destino.

  Da mesma forma vocês devem reconhecer, limpar e liberar todas as memórias e energias negativas em sua estrutura física/etérica, mental e emocional, assim também com a Mãe Terra. Essa é a origem do “processo de destruição” que todos vocês tanto temem, mas não precisa ser tão radicalmente cataclísmico como foi predito, e conforme vocês foram levados a crer. Na verdade, tudo o que não esteja em harmonia com as vibrações de frequência superior da nova era, precisa ser transmutado, transformado ou elevado. Contudo, isso pode ser realizado ao se conscientizarem das crenças fundamentais que não ressoam com a consciência mais purificada da quarta dimensão superior e da quinta do futuro. Como sabem, a Mãe Terra está também se esforçando para alcançar um nível mais elevado da consciência divina. A fim de fazer isso, ela devem purificar o fluxo negativo das memórias nucleares dentro do plano astral/o seu campo áurico – o turbilhão de crenças negativas da consciência de massa da humanidade de muitas épocas passadas. É aí onde muitos de vocês estão tendo dificuldades. Vocês não são capazes de discernir quais são as suas próprias crenças fundamentais daquelas criadas pelas muitas raças, culturas e religiões diferentes durante as muitas eras passadas.

  À medida que vocês se conscientizam e mergulham na consciência da unidade, o que cria uma grande admiração, alegria e uma sensação de não estarem mais sozinhos, isso também abre a porta para vocês se conectarem com aquelas memórias antigas de medo, fracasso, traição e vergonha que as outras pessoas carregam em seus campos áuricos. Vocês não obtêm apenas as energias positivas, amados; parte da sua missão é ajudar a toda a humanidade a conscientizar-se das suas crenças autolimitantes, e das ações e formas pensamento negativas e destrutivas. É por isso que parece haver tanta violência sem sentido, porque tantos estão se revoltando com raiva e dor. O mundo da forma parece estar esmagando e ferindo os que não podem encarar suas próprias criações e reconhecer que eles, realmente, criaram o seu próprio mundo infernal cheio de medo e sofrimento. Eles culpam a tudo e a todos, mas não a si mesmos. Porque sem permitir que a Alma ou Eu Superior ajudem no processo de cura, é apenas doloroso demais enfrentar suas criações, e a personalidade de desejo egoico se torna até mais forte e no controle dos processos de pensamento e dos padrões comportamentais.

  É por isso que estamos “empregando todos os recursos”, pode-se dizer, a fim de ajudar aqueles que são a vanguarda, os que estão abrindo o caminho e criando o trajeto para os demais seguirem. O processo deve ser claro; deve ser simples e não complicado como foram os antigos ensinamentos de sabedoria, porque, no passado, o processo de ascensão foi determinado para alguns poucos seletos. Aqueles que são professores e Sinalizadores do Caminho experimentaram ou estão experimentando todas as emoções, medos e contratempos que confrontarão a humanidade em geral. Muitos de vocês fizeram um grande sacrifício e concordaram em passar ou experimentar muitos testes que não foram de sua própria criação (mas um acúmulo de memória/padrões energéticos de outras partes do seu Ser mais vasto). Em outras palavras, muitos de vocês vieram com energias compostas de muitas facetas ou expressões diferentes, que vocês não experimentaram diretamente como uma alma, mas que concordaram que se colocassem em seus campos energéticos (áuricos) e em seu DNA de modo que vocês teriam que equilibrar e superar essas imperfeições. Assim, amados, não julguem uma bela alma desperta que parece ter tido muito mais do que a sua quota de adversidade. Honrem-na; imitem-na, porque ela está suavizando o caminho para vocês.

  E então, pedimos-lhes para observar os padrões de medo e dúvida que estão surgindo, o que os está impedindo de passar para o próximo nível da iluminação. Cada nível possui os seus respectivos testes, provas e ciladas, e muitos de vocês estão dificultando o seu progresso porque não podem liberar os padrões energéticos que estão profundamente arraigados em seu âmago. Muitos estão ainda presos em uma luta pelo poder, por um lado, enquanto criam e realizam grandes obras de benevolência, mas ainda tentam controlar ou impor as suas verdades ou modos de pensar aos outros. Muitos dos que ainda sentem que devem servir e sacrificar-se, a fim de crescer espiritualmente, estão sendo explorados por aqueles que não aprenderam que aquilo que tirar dos outros, de modo injusto, em última instância, está apenas tirando de si mesmos. Muitos estão ainda aprisionados em relacionamentos que servem de empecilho e os prejudicam, em vez de relacionamentos solidários e que permitam crescimento e expansão. Eles temem deixar o status quo ou assumir a responsabilidade por seu próprio crescimento espiritual e bem-estar. Assim, muitos temem enfrentar seus pesadelos e sonhos maus, porque eles podem vir a perceber que são da sua própria autoria, e que eles são responsáveis por sua própria transformação pessoal. A estagnação e uma sensação de futilidade são a fórmula para a morte, amados: a morte das emoções, a morte da vigilância mental, das esperanças e dos sonhos, e finalmente, a morte do veículo físico.

  Quais são os seus maiores medos, agora, meus queridos? Que obstáculos estão impedindo-os de abrir a próxima porta da consciência superior e da mestria? Antes que possam aceitar e utilizar com eficácia o dom do Primeiro Raio da Vontade Divina, vocês devem enfrentar e vencer os seus medos e demônios. Temos nos empenhado nos últimos anos para dar-lhes as ferramentas e a sabedoria para que possam realizar isso, mas em última análise, as tarefas são suas apenas. Esses próximos anos são decisivos, e já dissemos isso muitas vezes antes. No entanto, é importante que vocês se conscientizem justamente de como o processo de evolução ou ascensão da humanidade está progredindo rapidamente. Se hão de permanecer na trilha e perseverar com a frequência de aceleração do seu planeta e com aqueles que estão tentando alcançar as estrelas, em seu caminho de volta para casa, vocês precisam chegar a um acordo com vocês mesmos, com os seus medos e com a sua sensação de estar desconectados do seu Eu Superior e dos reinos de Luz.

                                                              EXERCÍCIO

  Permitam-me dar-lhes um presente, um exercício que vai ajudá-los a romper os muros restritivos dos seus medos e dúvidas e ajudá-los a liberar esses padrões que já não lhes servem mais. Desejamos enfatizar como são prejudiciais as energias do medo – energias que os estão impedindo de reivindicar os dons da mestria – e como é simples resolver isso.

  Fiquem de pé diante de um espelho, ou segurem um espelho em suas mãos, e olhem nesse espelho, enquanto trazem à sua mente o que vocês mais temem. Assim como lhes ensinamos a preencher o seu corpo com a Luz, agora, pedimos-lhes que permitam que esse medo construa, enquanto vocês criam e imaginam o pior cenário possível que tenha a ver com esse medo. Sintam-no começar a penetrar em seu corpo, sintam-no principalmente em seu coração e no centro do seu poder solar, à medida que vocês movimentam a sua consciência por todo o seu corpo e sentem a restrição, o estresse, a energia paralisante fluindo e penetrando em seu Ser. Agora, olhem em seus próprios olhos, vejam a dor, estudem sua expressão facial enquanto ela muda e envelhece. Sintam o acúmulo da pressão até que saibam que não podem tolerar mais. Agora, amados mestres, respirem fundo, várias vezes, à medida que vão cada vez mais profundamente para o Centro do seu Coração Sagrado, e atraiam o Amor Sagrado de nosso Deus Pai/Mãe de dentro da Célula Divina do Núcleo Diamantino – uma dádiva preciosa que está sempre disponível para ajudá-los a passar por todas as provas e testes. Invoquem o seu Self – Superalma para preenchê-los com as frequências de cura da Chama Violeta, e, com todos os seus sentidos, conscientizem-se de como essa dádiva maravilhosa se derrama através de vocês e ao seu redor. Vocês conseguem continuar com o medo ou ele se dissipa no nada, enquanto esse elixir mágico de energia amorosa penetra em seu Ser?

  Novamente, olhem no espelho e vejam como os seus olhos ficaram suaves e como o seu semblante ficou jovem. Sintam a expansão em seu coração e a liberação do estresse e da tensão em seu corpo e em sua estrutura muscular. O medo não pode existir onde há Luz – onde há amor. Inspirem o dom da vida – expirem profundamente a Essência da Criação que lhes está sendo ofertada. Quando vocês estão com medo, vocês restringem e interrompem o fluxo da substância Prânica da vida. Isso pode parecer um exercício drástico, mas na verdade é uma grande dádiva, porque muitos de vocês não podem progredir até que se enfrentem no espelho, e permitam que os seus medos sejam refletidos (de volta) para vocês. Vocês vão se conscientizar de que o medo não se origina “lá fora” , mas aqui dentro.

  Cada vez mais pessoas estão se conscientizando da sua missão de vida, e de como isso é importante. Não tenham medo de se expor, meus queridos. Porque vocês estão ajudando na cura e na resolução dos padrões de frequência negativos da sua linhagem ancestral. À medida que se elevam no Caminho da Luz, vocês também terão à sua disposição a sabedoria e a riqueza das experiências positivas de todas as muitas vidas dos seus companheiros de alma. Essa é a maravilha da consciência de unidade. Vocês não perceberam quantos professores e mensageiros estão produzindo informações quase iguais, porque eles estão experimentando os mesmos altos e baixos emocionais, bem como estão recebendo os mesmos impulsos de pensamento? Muitos de vocês foram para reuniões onde sentiram uma profunda sensação de volta ao lar, de estarem conectados com familiares ou amigos há muito perdidos. Da mesma forma, muitos de vocês não se sentem mais em harmonia com a sua família física, nem parecem ter nada em comum com os amigos de longa data. Não julguem: tornem-se observadores – permitam que o seu Eu Superior lhes proporcione a sabedoria de que vocês necessitam para passar ou superar qualquer situação ou obstáculo.

  Conforme passarem para o não-julgamento e estiverem dispostos a permitir que o resultado mais elevado aconteça em todas as situações, vocês vão se libertar dos laços do medo, e a vida tornar-se-á uma fonte constante de admiração, alegria e agradecimento. Reivindiquem as dádivas que lhes estão sendo ofertadas, preciosos, vocês as mereceram. Passem através da névoa do medo para a Luz da era do amanhecer. Caminhem corajosamente, com um pulo em seus passos, um sorriso em seus lábios e alegria em seu coração – os que estão atrás de vocês estão observando, meus valentes guerreiros da Luz, não hesitem agora. Demonstrem-lhes conforme já demonstrei para vocês; tomem suas mãos e apoiem-nos, assim como fizemos com vocês. Digam-lhes que vocês não podem assumir as tarefas ou encargos deles, mas que podem dar-lhes o benefício da sua sabedoria e experiência. Vocês não terão que fazer reivindicações ou declarar que nível vocês alcançaram. Vocês não terão que tentar impressionar ou dominar, porque sabem em seus corações quem vocês são, e isso é o suficiente.

  PERMITAM-NOS DEIXAR-LHES ALGUMAS ORIENTAÇÕES COMPLEMENTARES DE COMO VIVER A CADA DIA COMO UM MESTRE DE LUZ:

  . Vocês devem aprender a identificar a origem e lidar com as suas próprias formas-pensamento negativas. Muitas vezes, os seus sentimentos negativos são captados daqueles ao seu redor, principalmente se vocês são pessoas muito empáticas. Aprendam a envolver-se em um esfera de Luz branco dourada em que coisa alguma de vibração inferior possa entrar e perturbar a sua tranquilidade. Todos na Terra estão no processo de purificar antigas memórias e formas-pensamentos do passado. Sejam observadores passivos quando esses sentimentos perturbá-los internamente. Não reclamem, apenas observem, e afirmem para si mesmos: “Esta é a raiva que eu estou experimentando”, ou o medo, a depressão, a culpa ou qualquer outra emoção debilitante. Imaginem uma bola flamejante de Luz descendo do seu Eu Superior, irrompendo em milhões de minúsculos diamantes cristalinos, ondulando por todo o seu corpo, transformando e equilibrando todas as energias dissonantes internamente. Façam isso quantas vezes for necessário.

  . Desliguem o piloto automático mental, e tornem-se diretores da sua jornada e das suas experiências. Sintonizem-se com a sua própria estação receptora mental à medida que buscam pensamentos, padrões vibracionais e sons que sejam edificantes e fortalecedores. O pensamento negativo e crítico compõe-se de padrões de frequência inferiores que provocam ruptura. Se vocês não gostam do que está acontecendo em seu mundo, elevem os seus pensamentos e mudem a sua mente para que projetem “intenções e padrões de pensamento de frequência equilibrada e edificante.

  . Aprendam a pensar com o cérebro total – o que significa utilizar o hemisfério esquerdo, linear, analítico, focado no mundo externo junto ao hemisfério direito, intuitivo, criativo, focado no mundo interno. Conectem-se ao seu potencial de gênio, ou Pacotes de Luz de sabedoria, armazenados em sua Mente Sagrada, e que estão sintonizados com a dimensão superior ou o armazém cósmico do conhecimento.

  . Nem sempre expressem ou projetem as suas emoções nos outros. Permitam-se sentir e expressar quaisquer emoções que estejam vivenciando, mas primeiramente analisem e resolvam-nas em seu próprio espaço sagrado. Falem e compartilhem apenas para esclarecer ou resolver um mal-entendido, e sempre compartilhem os seus pensamentos através de um filtro de amor e compaixão. Essa é a maneira de um mestre.

  Amados Portadores da Luz, à medida que integram mais do plasma de renovação e se transformam em fornecedores de Luz, podemos agora interagir mais livremente com vocês e trabalhar por meio de vocês, para criar novas coisas maravilhosas. Ao concordar com isso, milagres além da sua máxima imaginação irão se manifestar abundantemente. Nós os envolvemos na Luz da Vida, oriunda do núcleo do coração de nosso Deus Pai/Mãe e o Criador Supremo. Estou sempre perto para orientá-los e protegê-los.

  EU SOU ARCANJO MIGUEL.

SiteOriginal: http://www.RonnaStar.com*   

Tradução de Ivete Brito-adavai@me.com 

Rayom Ra
[Leia mais Rayom Ra (Rayom_Ra) on Scribd | Scribd em páginas on line ou em downloads completos ]

domingo, 31 de agosto de 2014

Conheça Alguns Truques Para Eliminar os Agrotóxicos de Frutas e Verduras


   
                                                        Por: ELIOENAI PAES

  Retirar a casca, lavar com bicarbonato ou limar a folhagem externa podem ajudam a diminuir as toxinas dos vegetais

  Se para plantas, verduras e legumes o agrotóxico serve de proteção, para os humanos, é veneno. Muitas doenças, como câncer de fígado, de cérebro, leucemias e alguns tipos de tumores podem estar relacionados com o consumo dessas substâncias. Isso porque o organismo não dá conta de metabolizar o excesso do efeito tóxico causado por elementos como os metais tóxicos, que caem na corrente circulatória. 

           Cenário: BRASIL CONSOME 14 AGROTÓXICOS PROIBIDOS NO MUNDO
                                                      [Ver Apêndice Abaixo]

  “O fígado humano tem o poder de identificar as toxinas e transformá-las em não tóxicas. O problema é a quantidade. Consome-se tanto agrotóxico que o fígado fica sobrecarregado e não dá conta de metabolizar e anular o efeito tóxico. Com isso, as toxinas adentram as células e aumenta-se a incidência de câncer”, explica o nutrólogo Roberto Navarro.
 

             Ranking: VEJA OS ALIMENTOS COM MAIOR TEOR DE AGROTÓXICOS

                                                          São os Seguintes:

  Pimentão (9l.8%), Morango (63.4%), Pepino (57.4%), Alface (54.2%), Cenoura (49.6%), Abacaxi (32.8%), Beterraba (32.6%), Mamão (30.4%), Tomate (16.3%), Laranja (12.2%), Maçã (8.9%), Arroz (7.4%), Feijão (6.5%), Repolho (6.3%), Manga (4.0%), Cebola (3.1%).

  Mas o que fazer para, no dia a dia, se proteger dos agrotóxicos? A melhor forma, todos sabem, é consumir produtos orgânicos. O problema está no preço, que pode ser o triplo do que se paga pelo alimento cultivado com agrotóxico. Por isso, alguns truques simples ajudam a cortar boa parte dos agrotóxicos contidos nas frutas, verduras e legumes.

                                                      Veja Abaixo Como Fazer: 

  ALFACE, COUVE E REPOLHO – descartar as folhas externas e lavar as outras por 3 minutos em água corrente, e deixar na solução de bicarbonato de sódio.

  PIMENTÃO E MORANGO –  são os campeões de agrotóxicos. “A quantidade de agrotóxicos que eles vão carregar depende de quanto tempo levam para amadurecer. Quanto mais tempo, mais pulverizações”, explica Navarro. Embora uma parte das toxinas penetre a polpa dos alimentos, é possível diminuir bem a incidência ao lavá-los e deixá-los de molho por meia hora em uma solução de 1 litro de água para 1 colher de bicarbonato de sódio. Depois disso, lavar bem novamente e consumir. O bicarbonato de sódio é eficiente para retirar o agrotóxico contido na casca.

  PEPINO, MAÇÃ, MANGA E MAMÃO – como boa parte dos agrotóxicos está na casca, se a pessoa descasca, já se livra bem deles. O problema, no entanto, é que as fibras da maçã – que são saudáveis – estão na casca. “Lavar bem em água corrente, com uma esponja ou escovinha, ajuda bastante. Se quiser usar detergente, que seja neutro”, diz Navarro. Esses alimentos também podem ser deixados na solução de bicarbonato de sódio.

  Navarro explica que aquelas frutas ou verduras que têm a casca bonita, com aspecto brilhante, sofreram ação de uma cera bactericida e fungicida, que também é um agrotóxico. “Tem que lavar bem com uma escovinha ou esponja, e depois deixar também no bicarbonato de sódio e lavar bem novamente em seguida”.

  ALFACE, COUVE, REPOLHO E CEBOLA– As folhas externas são as que contêm mais agrotóxicos. “É bom tirar ao menos uma ou duas camadas, tanto das folhas como da cebola. Em seguida é preciso lavar bem em água corrente por dois ou três minutos e deixar por meia hora na solução de bicarbonato de sódio. Depois disso, é bom lavar novamente – o bicarbonato não deve ser ingerido”, explica Navarro. O nutrólogo explica que, com esse truque, é possível eliminar praticamente todo o agrotóxico dessas folhas.

  Mas não se assuste com a nova cor que as folhas ganharão: provavelmente elas ficarão um pouco amareladas, fato que, segundo Navarro, não interfere no sabor.

  ABACAXI E LARANJA– Navarro explica que o agrotóxico dessas frutas normalmente fica na casca. “A pessoa vai descascar e pronto. Não tem problema”.

  BATATA – Boa parte dos agrotóxicos entra na polpa, então não há nada que se possa fazer em relação a isso. Para aquele agrotóxico que se concentrou na casca, descascar a batata já elimina. “Passar uma escovinha também”, explica Navarro.

  TOMATE – O nutrólogo explica que o melhor é optar por tomates bem maduros. “Aquele que não está muito maduro ainda, que o agricultor colhe para poder vender e não estragar, contém maior quantidade de agrotóxicos. O maduro não, o agrotóxico vai saindo um pouco”, explica.   Embora a maior parte das toxinas se concentre na polpa, Navarro recomenda também colocar o tomate no bicarbonato de sódio ou retirar a casca, pois essa atitude ajuda a eliminar as toxinas contidas ali.

  CENOURA E BETERRABA – lavar bem em água corrente com uma esponja. A maior parte dos agrotóxicos fica na casca e a esponja já retira, segundo Navarro. “Pode colocar no bicarbonato de sódio também”, acrescenta.

  ARROZ E FEIJÃO – A recomendação é lavar bem em água corrente e não usar o bicarbonato de sódio, já que ele vai interferir no cozimento. “A quantidade de agrotóxicos no arroz e feijão não é tão grande e parte deles serão perdidos na água”, explica o médico.

                                Bicarbonato de Sódio Não Deve Ser Consumido

  Navarro acrescenta que o bicarbonato de sódio foi considerado uma das melhores substâncias para remover agrotóxicos de alimentos, segundo um estudo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Mas é preciso ter atenção para não ingerir esse composto, daí a importância em lavar novamente os alimentos depois de deixá-los de molho na substância de 1 litro de água com 1 colher de sopa de bicarbonato. “O bicarbonato em excesso é alcalino, pode causar náuseas e vômitos."

                                                          ===============

                                                APÊNDICES À MESMA PÁGINA

  ESPECIALISTA INDICA QUE PELO MENOS 30% DE 20 ALIMENTOS NÃO PODERIA ESTAR NA MESA DO BRASILEIRO.

  Os indicadores que apontam o pujante agronegócio como a galinha dos ovos de ouro da economia não incluem um dado relevante para a saúde: o Brasil é maior importador de agrotóxicos do planeta. Consome pelo menos 14 tipos de venenos proibidos no mundo, dos quais quatro, pelos riscos à saúde humana, foram banidos no ano passado, embora pesquisadores suspeitem que ainda estejam em uso na agricultura.

  MAIS: PESQUISADORES ALERTAM PARA EXPANSÃO DE TRANSGÊNICOS E AGROTÓXICOS NO BRASIL  
                                                      [Ver na página original]

  Em 2013 foram consumidos um bilhão de litros de agrotóxicos no País – uma cota per capita de 5 litros por habitante e movimento de cerca de R$ 8 bilhões no ascendente mercado dos venenos.

      ASSISTA: AGROTÓXICOS AFETAM A SAÚDE DE 12 MILHÕES NA ARGENTINA
                                                     [Ver na página original]

  Dos agrotóxicos banidos, pelo menos um, o Endosulfan, prejudicial aos sistemas reprodutivo e endócrino, aparece em 44% das 62 amostras de leite materno analisadas por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) no município de Lucas do Rio Verde, cidade que vive o paradoxo de ícone do agronegócio e campeã nacional das contaminações por agrotóxicos. Lá se despeja anualmente, em média, 136 litros de venenos por habitante.

  Na pesquisa coordenada pelo médico professor da UFMT Wanderlei Pignati, os agrotóxicos aparecem em todas as 62 amostras do leite materno de mães que pariram entre 2007 e 2010, onde se destacam, além do Endosulfan, outros dois venenos ainda não banidos, o Deltametrina, com 37%, e o DDE, versão modificada do potente DDT, com 100% dos casos. Em Lucas do Rio Verde, aparecem ainda pelo menos outros três produtos banidos, o Paraquat, que provocou um surto de intoxicação aguda em crianças e idosos na cidade, em 2007, o Metamidofóis, e o Glifosato, este, presente em 70 das 79 amostras de sangue e urina de professores da área rural junto com outro veneno ainda não proibido, o Piretroides.

                       VEJA TAMBÉM: AGROTÓXICO CONTAMINA LEITE MATERNO
                                                        [Ver na página original]

  Na lista dos proibidos em outros países estão ainda em uso no Brasil estão o Tricolfon, Cihexatina, Abamectina, Acefato, Carbofuran, Forato, Fosmete, Lactofen, Parationa Metílica e Thiram.

                                                      CHUVA DE LIXO TÓXICO

 “São lixos tóxicos na União Europeia e nos Estados Unidos. O Brasil lamentavelmente os aceita”, diz a toxicologista Márcia Sarpa de Campos Mello, da Unidade Técnica de Exposição Ocupacional e Ambiental do Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde. Conforme aponta a pesquisa feita em Lucas do Rio Verde, os agrotóxicos cancerígenos aparecem no corpo humano pela ingestão de água, pelo ar, pelo manuseio dos produtos e até pelos alimentos contaminados.

         Mais: Estudante morre após tomar agrotóxico vendido como emagrecedor 
                                                  [Ver na página original]

  Venenos como o Glifosato são despejados por pulverização aérea ou com o uso de trator, contaminam solo, lençóis freáticos, hortas, áreas urbanas e depois sobem para atmosfera. Com as precipitações pluviométricas, retornam em forma de “chuva de agrotóxico”, fenômeno que ocorre em todas as regiões agrícolas mato-grossenses estudadas. Os efeitos no organismo humano são confirmados por pesquisas também em outros municípios e regiões do país.

  O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Para), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), segundo a pesquisadora do Inca, mostrou níveis fortes de contaminação em produtos como o arroz, alface, mamão, pepino, uva e pimentão, este, o vilão, em 90% das amostras coletadas. Mas estão também em praticamente toda a cadeia alimentar, como soja, leite e carne, que ainda não foram incluídas nas análises.

  O professor Pignati diz que os resultados preliminares apontam que pelo menos 30% dos 20 alimentos até agora analisados não poderiam sequer estar na mesa do brasileiro. Experiências de laboratórios feitas em animais demonstram que os agrotóxicos proibidos na União Europeia e Estados Unidos são associados ao câncer e a outras doenças de fundo neurológico, hepático, respiratórios, renais e má formação genética.

                                                         CANCER EM ALTA

  A pesquisadora do Inca lembra que os agrotóxicos podem não ser o vilão, mas fazem parte do conjunto de fatores que implicam no aumento de câncer no Brasil cuja estimativa, que era de 518 mil novos casos no período 2012/2013, foi elevada para 576 mil casos em 2014 e 2015. Entre os tipos de câncer, os mais suscetíveis aos efeitos de agrotóxicos no sistema hormonal são os de mama e de próstata. No mesmo período, segundo Márcia, o Inca avaliou que o câncer de mama aumentou de 52.680 casos para 57.129.

  Na mesma pesquisa sobre o leite materno, a equipe de Pignati chegou a um dado alarmante, discrepante de qualquer padrão: num espaço de dez anos, os casos de câncer por 10 mil habitantes, em Lucas do Rio Verde, saltaram de três para 40. Os problemas de malformação por mil nascidos saltaram de cinco para 20. Os dados, naturalmente, reforçam as suspeitas sobre o papel dos agrotóxicos.

  Pingati afirma que os grandes produtores desdenham da proibição dos venenos aqui usados largamente, com uma irresponsável ironia: “Eles dizem que não exportam seus produtos para a União Europeia ou Estados Unidos, e sim para mercados africanos e asiáticos.”

  Apesar dos resultados alarmantes das pesquisas em Lucas do Rio Verde, o governo mato-grossense deu um passo atrás na prevenção, flexibilizando por decreto, no ano passado, a legislação que limitava a pulverização por trator a 300 metros de rios, nascentes, córregos e residências. “O novo decreto é um retrocesso. O limite agora é de 90 metros”, lamenta o professor.

  “Não há um único brasileiro que não esteja consumindo agrotóxico. Viramos mercado de escoamento do veneno recusado pelo resto do mundo”, diz o médico Guilherme Franco Netto, assessor de saúde ambiental da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). Na sexta-feira, diante da probabilidade de agravamento do cenário com o afrouxamento legal, a Fiocruz emitiu um documento chamado de “carta aberta”, em que convoca outras instituições de pesquisa e os movimentos sociais do campo ligados à agricultura familiar para uma ofensiva contra o poder (econômico e político) do agronegócio e seu forte lobby em toda a estrutura do governo federal.

                                                         REAÇÃO DA CIÊNCIA

  A primeira trincheira dessa batalha mira justamente o Palácio do Planalto e um decreto assinado, no final do ano passado, pela presidente Dilma Rousseff. Regulamentado por portaria, a medida é inspirada numa lei específica e dá exclusividade ao Ministério da Agricultura _ histórico reduto da influente bancada ruralista no Congresso _ para declarar estado de emergência fitossanitária ou zoossanitária diante do surgimento de doenças ou pragas que possam afetar a agropecuária e sua economia.

  Essa decisão, até então era tripartite, com a participação do Ministério da Saúde, através da Anvisa, e do Ministério do Meio Ambiente, pelo Ibama. O decreto foi publicado em 28 de outubro. Três dias depois, o Ministério da Agricultura editou portaria declarando estado de emergência diante do surgimento de uma lagarta nas plantações, a Helicoverpa armigera, permitindo, então, para o combate, a importação de Benzoato de Emamectina, agrotóxico que a multinacional Syngenta havia tentado, sem sucesso, registrar em 2007, mas que foi proibido pela Anvisa por conter substâncias tóxicas ao sistema neurológico.

  Na carta, assinada por todo o conselho deliberativo, a Fiocruz denuncia “a tendência de supressão da função reguladora do Estado”, a pressão dos conglomerados que produzem os agroquímicos, alerta para os inequívocos “riscos, perigos e danos provocados à saúde pelas exposições agudas e crônicas aos agrotóxicos” e diz que com prerrogativa exclusiva à Agricultura, a população está desprotegida.

  A entidade denunciou também os constantes ataques diretos dos representantes do agronegócio às instituições e seus pesquisadores, mas afirma que com continuará zelando pela prevenção e proteção da saúde da população. A entidade pede a “revogação imediata” da lei e do decreto presidencial e, depois de colocar-se à disposição do governo para discutir um marco regulatório para os agrotóxicos, fez um alerta dramático:

  “A Fiocruz convoca a sociedade brasileira a tomar conhecimento sobre essas inaceitáveis mudanças na lei dos agrotóxicos e suas repercussões para a saúde e a vida.”

  Para colocar um contraponto às alegações da bancada ruralista no Congresso, que foca seu lobby sob o argumento de que não há nexo comprovado de contaminação humana pelo uso de veneno nos alimentos e no ambiente, a Fiocruz anunciou, em entrevista ao iG, a criação de um grupo de trabalho que, ao longo dos próximos dois anos e meio, deverá desenvolver a mais profunda pesquisa já realizada no país sobre os efeitos dos agrotóxicos – e de suas inseparáveis parceiras, as sementes transgênicas – na saúde pública.

  O cenário que se desenha no coração do poder, em Brasília, deve ampliar o abismo entre os ministérios da Agricultura, da Fazenda e do Planejamento, de um lado, e da Saúde, do Meio Ambiente e do Desenvolvimento Agrário, de outro. Reflexo da heterogênea coalizão de governo, esta será também uma guerra ideológica em torno do modelo agropecuário. “Não se trata de esquerdismo desvairado e nem de implicância com o agronegócio. Defendemos sua importância para o país, mas não podemos apenas assistir à expansão aguda do consumo de agrotóxicos e seus riscos com a exponencial curva ascendente nos últimos seis anos”, diz Guilherme Franco Netto. A queda de braços é, na verdade, para reduzir danos do modelo agrícola de exportação e aumentar o plantio sem agrotóxicos.

                                                        CASO DE POLÍCIA

  “A ciência coloca os parâmetros que já foram seguidos em outros países. O problema é que a regulação dos agrotóxicos está subordinada a um conjunto de interesses políticos e econômicos. A saúde e o ambiente perderam suas prerrogativas”, afirma o pesquisador Luiz Cláudio Meirelles, da Fiocruz. Até novembro de 2012, durante 11 anos, ele foi o organizador gerente de toxicologia da Anvisa, setor responsável por analisar e validar os agrotóxicos que podem ser usados no mercado.

  Meirelles foi exonerado uma semana depois de denunciar complexas falcatruas, com fraude, falsificação e suspeitas de corrupção em processos para liberação de seis agrotóxicos. Num deles, um funcionário do mesmo setor, afastado por ele no mesmo instante em que o caso foi comunicado ao Ministério Público Federal, chegou a falsificar sua assinatura.

  “Meirelles tinha a função de banir os agrotóxicos nocivos à saúde e acabou sendo banido do setor de toxicologia”, diz sua colega do Inca, Márcia Sarpa de Campos Mello. A denúncia resultou em dois inquéritos, um na Polícia Federal, que apura suposto favorecimento a empresas e suspeitas de corrupção, e outro cível, no MPF. Nesse, uma das linhas a serem esclarecidas são as razões que levaram o órgão a afastar Meirelles.

  As investigações estão longe de terminar, mas forçaram já a Anvisa – pressionada pelas suspeitas –, a executar a maior devassa já feita em seu setor de toxicologia, passando um pente fino em 796 processos de liberação avaliados desde 2008. A PF e o MPF, por sua vez, estão debruçados no órgão regulador que funciona como o coração do agronegócio e do mercado de venenos.

  FONTE: IG – SEÇÃO: ALIMENTAÇÃO E BEM ESTAR
“CONHEÇA ALGUNS TRUQUES PARA ELIMINAR OS AGROTÓXICOS DE FRUTAS E VERDURAS.”Publicado no IG, Domingo, 31 de Agosto de 2014 - http://www.ig.com.br/

Rayom Ra
[Leia mais Rayom Ra (Rayom_Ra) on Scribd | Scribd em páginas on line ou em downloads completos ]